Com vacinação para professores, Pedro Polotto estima volta as aulas totalmente presenciais em agosto

  • 26/03/2021
  • 0 Comentário(s)

Com vacinação para professores, Pedro Polotto estima volta as aulas totalmente presenciais em agosto

Marcos Roberto
marcos.roberto@difusoraaparecida.com.br

O Governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (24) a vacinação de profissionais da Educação e de forças da Segurança Pública contra a COVID-19.

Profissionais da educação começarão a ser vacinados no dia 5 de abril e os profissionais da segurança pública da ativa no dia 12.

O governo paulista estima que 180 mil policiais civis, militares e técnicos-científicos, agentes penitenciários, bombeiros e guardas civis metropolitanos começam a ser vacinados.

Nesta fase, 350 mil professores e demais funcionários de escolas estaduais, municipais e particulares com idade a partir de 47 anos receberão a vacina contra a Covid-19

Para profissionais de educação da rede privada, haverá apresentação obrigatória dos dois últimos contracheques para evitar fraudes na vacinação.

Nesta fase ficaram de fora professores universitários e policiais federais.

Em Monte Aprazível, cerca de 285 profissionais da educação deverão receber a vacina contra a Covid-19.

Na rede municipal de ensnio, são 350 profissionais entre professores e demais servidores. De acordo com o assessor de Educação Pedro Polotto, 170 pessoas estão aptas a tomarem a vacina

Em entrevista ao Jornal das 11 desta quinta-feira (25), Pedro disse a comunidade escolar recebeu a notícia com alívio e torce para que a vacina chegue para outras faixas etárias.

“Nossos professores e funcionários poderão com a vacina, realizar suas atividades com mais confiança e segurança. Agora resta torcer para chegar a vacina para outras faixas etárias não contempladas neste momento, torcendo para que chegue para todos da comunidade escolar, população em geral e para as famílias nossos alunos, aumentando a segurança para todos”, disse Pedro.

Pedro acredita que com a vacinação neste ritmo e compra de doses pelos governos, as aulas podem voltar ao normal no segundo semestre.

“Estamos a quatro meses do segundo semestre e o governo tem comprado vacinas novas. Eu acredito que no máximo no início do segundo semestre estaremos com as escolas praticamente como eram nos anos anteriores. Se não for normal, o mais próximo do normal”, disse Pedro.

O colégio Dom Bosco possui em seu quadro 45 professores, destes 23 estão acima de 47 anos e receberão a vacina.

Já os funcionários, são 35 no total, sendo que 24 poderão receber a vacina.

Na escola Infantil Mundo Colorido, dos 16 funcionários, entre professores e equipe de apoio, 6 receberão a vacina.

Já na ETEC Padre José Nunes Dias, são 36 professores e 14 servidores. Destes, 12 professores e 6 servidores estão acima de 47 anos.

Na próxima semana, alunos do curso de enfermagem que estão no terceiro módulo serão vacinados para iniciaram o estágio.

Valdinei Fernandes, professor da rede municipal conta que ficou contente com o anúncio de que ele e a esposa, também professora, vão receber a vacina.

“É pena que é a partir dos 47 anos e acredito que não dá para vacinar todos, mas é um grande primeiro passo. Torcemos para que todos sejam vacinados”, disse Valdinei.

“Tenho dois filhos que trabalham na área da saúde, os dois foram vacinados e não tiveram nada. Tem que se vacinar. A escola envolve um grupo muito grande de pessoas. Por tras da criança, tem família, transporte, professores e etc. Toda a sociedade passa pela escola. Vacinar os professores é um grande primeiro passo para devagar voltar nossas atividades presenciais”, disse o professor.

Na Apae -Associação de Pais e Amigos do Excepcional, são 12 professores e 4 tem mais de 47 anos e receberão a vacina e 33 funcionários. A escola não informou a quantidade de funcionários que podem receber a vacina.

A escola estadual Capitão Porfírio de Alcântara Pimentel possui 42 professores e segundo a direção, 12 receberão a vacina. Funcionários são 12 e 11 acima de 47 anos.

Na delegacia, são 15 os policiais que receberão a vacina, entre delegados, escrivães e investigadores.

A Polícia militar não informou a quantidade de PMs que receberão a vacina, pois trata-se de uma informação de segurança pública.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes