Vereador acusa fiscalização de fazer vista grossa durante pandemia

  • 07/04/2021
  • 1 Comentário(s)

Vereador acusa fiscalização de fazer vista grossa durante pandemia

Marcos Roberto
marcos.roberto@difusoraaparecida.com.br

O vereador Tiago Demônico (PP) denunciou na Sessão da Câmara desta terça-feira (06) que alguns estabelecimentos comerciais, que pelo decreto de fase emergencial, não deveriam funcionar, estão trabalhando com conivência da fiscalização municipal.

Segundo o vereador, que é da base do prefeito Marcio Miguel na Câmara, se um segmento pode trabalhar, mesmo contrariando os decretos e com risco de multas, todos poderiam abrir.

“Quero deixar claro que não sou contra o empresário abrir seu comércio. Se um pode abrir e se tem outro do mesmo segmento que está obedecendo as regras do decreto que não pode abrir, isso acaba tirando o direito daquele que poderia estar funcionando, mas tem medo devido as multas que podem ser aplicadas ou até mesmo ter seu comércio fechado”, disse Tiago.

Desde 15 de março, estão proibidas as retiradas presenciais de produtos em restaurantes e lanchonetes, o atendimento presencial em lojas de material de construção, as celebrações religiosas coletivas e atividades esportivas em grupo.

Lojas e restaurantes só podem fazer entregas a clientes dentro de veículos (drive-thru), entre 5h e 20h, ou por entrega em sistema delivery por telefone ou aplicativo. Não há restrição ao funcionamento de supermercados. Mercearias e padarias podem funcionar seguindo as regras de mercados, com proibição de consumo no local.

Para o vereador, a fiscalização deve ser mais justa, pois o comerciante que cumpre o decreto está sendo prejudicado.

“Se um segmento tem a oportunidade de abrir, mesmo contrariando o decreto, acredito que todos poderiam ter o mesmo direito. Donos de academia e salões de beleza me cobram: onde está a fiscalização? Que a fiscalização seja justa. Se um pode outro também tem direito. Ou fiscalização não faz vista grossa ou faz vista grossa para todo mundo, pois aquele que é honesto, está sendo prejudicado”, disse Tiago.

Moacir Cavalheiro, chefe da fiscalização Tributária da Prefeitura disse que não vai comentar as declarações do vereador.

Massud Cury Junior, chefe da Vigilância Sanitária de Monte Aprazível, também não quis comentar as declarações do vereador.

A assessoria de imprensa da Prefeitura também não comentou as declarações.


#Compartilhe

1 Comentários


Deixe seu comentário








Gabriel de Jesus

07/04/2021

Toca a música a flor e o beija flor eu dedico a minha vó Silvia ela ama muito essa música! Amo minha vó bastante!

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes